quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Oisín

Oisín, Ossian ou Osheen, filho de Finn Mac Cuil e de Sadbh (filha de Bodb Dearg), é um personagem da mitologia celta, foi considerado nas lendas celtas como o maior poeta da Irlanda, e um guerreiro dos Fianna no Ossianico ou Ciclo Feniano da mitologia irlandesa. Ele é o narrador de grande parte do ciclo, e pode ser considerado um semideus, pois é filho de Finn.

Lendas

O nascimento

Sua história é a seguinte: Finn estava caçando com seus homens e seus dois cães, até que encontram uma linda corça. Então eles vão atrás dela, e os cães saem na frente, quando eles alcançam os dois cães, vêem os dois brincando com a corça, sem machucá-la, como se fossem amigos. Então Finn surpreso, manda os homens não fazerem mal a corça. 

O grupo de caçadores volta a sua estadia, e a corça os segue brincando, ainda, com os cães. À noite, Finn se acorda com uma linda mulher nua acariciando seu rosto, ela então lhe diz:

“Meu nome é Sadbh, e eu era a corça que você perseguia hoje de manhã. Era uma corça; porque um druida chamado Fer Doirich me transformou em corça, mas o feitiço foi quebrado hoje cedo, quando você e seus cães me protegeram”.

Ela então pede a ele para abandonar sua vida de caçador e se dedicar ao amor que ela daria. Ele aceita, os dois se casam e por um tempo ficam juntos. Ela engravida, e neste mesmo tempo, ele volta a caçar. Sadbh então magoada vai embora abandonando o marido. O druida, Fer Doirich, então a encontra e a amaldiçoa novamente, e Sadbh abandona o seu filho recém-nascido na floresta. Finn, sete anos depois, encontra na floresta de Benbulbin o filho nu debaixo de uma árvore. Finn então dá um nome ao garoto: Oisín, que significa: pequena corça.


No outro mundo

Na história: Oisín em Tir Na Nog seu mais famoso echtra, ou conto de aventura, ele é visitado por uma mulher fada chamada Niamh Chinn oir (Niamh dos cabelos dourados) uma das filhas de Manannan Mac Lir (deus do mar) que anuncia que o ama e o leva para Tir na nÓg ("a terra dos jovens", também conhecida como Tir Tairngire, "a terra da promessa" ou “terra da juventude eterna”).

Da união de Oisín e da fada Niamh nasce o famoso Oscar, e uma filha, Plor MBAN nd - "Flor de Mulher". Depois de passar três anos naquela terra estranha, Oisín decide voltar para a Irlanda, mas já haviam se passado 300 anos no mundo dos mortais. 

Niamh lhe dá seu cavalo branco, Embarr [1], e avisa-lhe para nunca descer do cavalo durante a visita na terra, porque se seus pés tocassem o chão, assim como a terra em que pisou, 300 anos ele iria envelhecer. Oisín retorna para casa e encontra o monte de Almu, casa de Fionn [2], abandonada e em ruínas. 

Mais tarde, ao tentar ajudar alguns homens que estavam construindo uma estrada em Gleann nd Smol cai no chão e se torna um velho moribundo. Oisín volta no seu cavalo para Tir na nÓg, e antes de morrer é visitado por são Patrick. Oisín diz ao santo sobre o que tinha acontecido e morre.

Notas:

[1] Embar- cavalo de Manannan que podia andar sobre o mar. Seu nome significa: “espuma do mar”.

[2] Fionn- variação do nome Finn.



Fontes de pesquisa:

 
2. Quintino, Claudio Crow. O Livro da Mitologia Celta_Vivenciando Deuses e Deusas Ancestrais. São Paulo, 2002. Editora Hi-Brasil. Págs.: 167 e 168.