quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Bloody Mary (Maria Sangrenta)


Na imagem: Uma jovem moça faz o rito de adivinhação do espelho pra saber com quem irá se casar. Desde a antiguidade se acredita que os espelhos possuem poderes mágicos ou são portais.



Uma das possíveis explicações de como pode ter surgido o rito de invocação da Bloody Mary, está na crença de adivinhação do espelho (realizada nos países anglo-saxões, na época do Halloween; e em países latinos, no período da festa de São João), aonde uma jovem moça vai à meia-noite diante de um espelho, num quarto escuro, para ver o rosto de seu futuro marido. 

Dizem que tem que sussurrar versos para invocar os espíritos, e estes mostrarem a face da pessoa com quem ela está destinada a se casar, mas há um detalhe: se a moça ver um cemitério (versão latina) ou o ceifeiro (versão anglo-saxônica), significa uma coisa: que morrerá antes de se casar. 

Há, também, a possibilidade de ver o diabo ou algum espírito das trevas.


Bloody Mary é uma lenda urbana dos EUA que se tornou universal. A Bloody Mary seria um fantasma de uma adolescente, Mary Worthington, que morreu na frente de um espelho, e quando invocada 3 ou 13 vezes na frente de um espelho, mata o invocador de forma extremamente violenta. A lenda da Bloody Mary para muitos especialistas é um teste de coragem, no qual uma pessoa vai até um quarto escuro à noite, e a chama 3 vezes diante do espelho. Se ela aparecer irá arrancar seus olhos ou rasgar sua face.
A lenda foi divulgada ao mundo em 1978, pelo folclorista Janet Langlois, a partir daí se tornou numa lenda universal. Internet, TV e cinema espalharam a lenda da cultura popular dos EUA para o mundo.

Invocação

O invocador deve ir na frente de um espelho sozinho, num quarto escuro à meia-noite com uma vela na mão e pronunciar 13 vezes a palavra: Bloody Mary, em versões mais recentes, o número é 3.

A maneira mais comum, e mais popular e recente, de chamá-la é de noite na frente de um espelho de um quarto escuro e dizer 3 vezes a palavra: Bloody Mary. Mas atenção a pessoa deve estar sozinha no quarto.

Em algumas variantes da lenda, Mary é o espírito de uma mãe que desesperada procura seu filho. Por isso muitos a invocam dizendo: “Bloody Mary eu matei o seu filho” ou “Bloody Mary eu matei seu bebe”.
Nessa versão Mary é o espírito de uma mãe que teve seu bebe roubado e ficando louca se suicidou na frente de um espelho ou de uma mãe que por algum motivo matou seus filhos e suicidou-se em seguida.


Ações

Dizem que se Bloody Mary for chamada, perseguirá e matará o invocador de forma extremamente violenta, como: rasgando seu rosto, tirando seus olhos ou o levando para dentro do espelho.
 
Outras lendas afirmam que Bloody Mary pode ser chamada para adivinhar o futuro.


Aparência

É descrita como tendo cabelos negros e compridos que cobrem seu rosto, pele branca e usa uma espécie de pijama feminino (camisola) ou um vestido cinza ou branco.

Nomes

Mary Worthington- este seria o verdadeiro nome de Bloody Mary, pois Bloody Mary é um apelido; 
Mary Hell- Em bom português: Maria do Inferno; 
Mary Worth; 
Agnes Negra.


Outras lendas

Bloody Mary seria o espírito de uma jovem adolescente, que sofreu um acidente de carro e ficou com o rosto deformado, com isso declarou guerra a todos que valorizam a mais do que tudo, entregou a alma ao demônio e se matou na frente do espelho.

Outra lenda diz que ela foi uma feiticeira executada a cem anos, e seu espírito continuou vivo nos espelhos.

Mas na maioria das vezes ela descrita como sendo uma jovem adolescente que mata violentamente todos aqueles que a invocam. Outras dizem que ela vivia em Graveyard (EUA) ou Tombstone (EUA).


Lendas antigas

Antigamente quando alguém morria na casa, todos os espelhos eram cobertos para que o espírito do morto não ficasse preso no espelho, e assim poderia ficar preso na casa.

Outra conta de jovens solteiras, que faziam simpatias na frente dos espelhos para ver o rosto do seu futuro marido. Essa tradição é encontrada no Rio Grande do Sul, no qual nas noites dos santos juninos, mais precisamente na noite de São João, uma mulher solteira vai à meia-noite, sozinha na frente de um espelho, nua, e aí verá o rosto daquele com quem um dia vai casar.

Mas na versão encontrada nos Estados Unidos, diz que se aparecesse à figura do ceifeiro, significava uma coisa, que estavam destinadas a morrer antes de se casar.



Observações

No RS há a lenda da Maria Degolada que quando chamada 3 vezes diante do espelho, aparece e mata degolada a pessoa que a invocou. A Maria Degolada é uma nova versão do mito da Bloody Mary, ou seja, foi inspirada na lenda da Bloody Mary.

O espelho no decorrer da história da humanidade é terra de seres fantásticos ou de espíritos. O autor de Alice no País das Maravilhas, Lewis Carrol, deu continuidade à história de Alice no livro: Alice Atravessa o Espelho, no qual Alice vai até o mundo por de trás do espelho.