quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Floresta Mágica

Floresta mágica ou encantada é no folclore europeu antigo uma floresta que sofreu encantamento ou algum feitiço e que geralmente é perigosa.

O texto mais antigo que trata sobre uma floresta habitada por seres de outro mundo vem do Épico de Gilgamesh, cujo herói enfrenta monstros inclusive Kumbaba (ou Humbaba), o gigante que vivia na floresta de cedros.

Os nórdicos acreditavam na existência de Myrkviðr, a Floresta Escura ou Floresta Negra, sendo que até mesmo os deuses já tiveram que atravessá-la, mas com muita dificuldade. Os Romanos referem-se à Floresta de Herciniano, na Germânia, como um lugar encantado, embora a maioria das referências em suas obras são as de geografia, Júlio César mencionou unicórnios dizendo que eles nela habitavam; e Plínio, o Velho, aves com penas que brilhavam. 

Outro relato de Júlio César é de uma floresta cujos os viajantes andaram por ela durante sessenta dias sem nunca achar seu fim e quando acharam se depararam com seres estranhos de outro mundo. Na lenda do rei Arthur aparece a floresta de Brocéliande (Brocéliande significa: morro, e  é identificada com a Floresta de Paimpont).

Nas crenças medievais aparecem as florestas como lar de seres estranhos e bruxas, é neste período que aparecem árvores que de noite se transformam em animais ou em outros seres.

A idéia de que florestas são o lar de perigo vem desde a antiguidade, mas isso ocorre devido as florestas serem lar de animais selvagens. Os antigos romanos valorizavam as cidades e desprezavam as florestas, sendo que a construção de uma vila ou cidade em um lugar onde antes abrigava uma floresta, era um triunfo do homem contra o impuro. 

Nórdicos, celtas e germânicos valorizavam as florestas e as árvores. O carvalho era considerado árvore mágica e sagrada para os nórdicos e germânicos, tanto que era a árvore símbolo do deus Thor Donar.
Na Europa antiga o povo temia tanto as florestas, pois eram lar de arruaceiros, vândalos e ladrões, talvez um certo Robin Wood...

Misticismo ariano

Durante a cruzada do povo ariano (os indo-europeus) pela Europa Antiga eles se depararam com a Floresta Negra da Europa Antiga, que os romanos chamavam de Selva de Hercínia, e a partir daí surgiu o mito de Myrkviðr na mitologia nórdica. Sabe-se que no centro da Europa Antiga havia essa gigantesca e densa floresta, os povos germânicos viveram no meio dela durante muito tempo. Mas hoje sobrou apenas uma pequena parte dela, a Schwarzwald (a Floresta Negra) que fica no sul da Alemanha.