quinta-feira, 14 de agosto de 2014

J.R.R. Tolkien e sua inspiração ariana: Tolkien nazista?



Meme compartilhado no Facebook em que mostra semelhanças da história de Tolkien à Literatura de Cordel e a contos populares nordestinos, inclusive dos cangaceiros (Frodo do cangaço) e até Antonio Conselheiro!
 
Diz a lenda que Tolkien recebeu uma carta de um emissário do partido nazista perguntando se ele tinha descendência judaica. Tolkien por fim respondeu que não, mas se orgulhava de sua herança germânica absoluta. Por fim diversas vezes é relatado que Tolkien tinha pavor do nazismo, mas e se tinha pavor então por que respondeu?

Sim ou não, Tolkien não era um nazista inglês, mas é inegável que ele adorava os arianos.

Ahn? Como assim adorava? Cale a boca, como você sabe que ele adorava? Ele não era um nazista! Tolkien era incrível e ele valorizava a Europa.

Um fã retardado responderia dessa maneira. Existem inúmeras evidências na obra de Tolkien que mostram esse amor e respeito às tradições nórdicas e que remonta aos arianos. Abaixo vou mostrar quais são os relances óbvios em O Senhor dos Anéis e no Universo Tolkien que mostram que ele amava os arianos e sua cultura e também alguns personagens e seres em suas obras que proveio do cristianismo, Tolkien era católico assíduo.

Afinal: quem foram os arianos?

Foi um povo que surgiu nas estepes da Rússia e Ucrânia e que era em sua maioria nórdico. Os arianos eram seminômades e eram um povo guerreiro (movido pela arte da guerra e do domínio). 



O um anel do poder

Está no Edda na saga de Sigurd onde fala de um anel maldito e dragões, coisa que vemos em o Hobbit. Os nórdicos falam da ganância por ouro, o anel de ouro era tão precioso que despertava a ganância e a maldade. Somente pessoas puras e elfos poderiam lidar com ele.

O anel de ouro como símbolo de poder provém da tradição ariana do poder da nobreza e do rei. Os nobres e reis arianos tinham um anel de ouro com o símbolo de sua família real ou exaltando sua linhagem e sua nobreza.

O um anel pode simbolizar a coroa do rei que não pode ser perdida, já que se trata de um anel preso à um dedo.


Floresta de Fangourn

É a representação da Floresta Negra da Europa Antiga. Conhecida pelos nórdicos como floresta velha. Temida pelos arianos que chegaram à Europa. Acreditava-se no período neolítico que a densa floresta, que hoje está reduzida a Floresta Negra na Alemanha, era lar de seres mágicos. Algumas árvores tinham vida. Os maiores relatos são encontrados em contos celtas que infelizmente não resistiram ao tempo e durante a perseguição aos pagãos promovida pela Igreja de Roma.


O mago branco, os magos poderosos

Merlin, e todo o tipo de sacerdote ariano, desde os druidas a até os padres e bispos da Igreja de Roma. Os arianos tinham na elite do poder, os velhos anciões sacerdotes, isso é visto nos druidas celtas e influenciou a igreja católica a criar os padres e bispos, numa versão mais moderna dos sacerdotes arianos.


Balrog

Demônio presente na mitologia norueguesa e mais tarde associados na Idade Média aos ajudantes de satanás. Balrog seria Cernunos personificado ou deuses arianos do fogo personificado.


Terra média

Terra dos bárbaros nórdicos e outros povos indo-europeus que eram analfabetos e viviam em guerra uns com os outros.


Elfos

Tá tudo no Edda. Seres altos, loiros, nórdicos, bondosos, bla bla bla. Tolkien ainda fez a questão de cagar na mitologia nórdica comparando elfos a anjos.


Orcs

Tá no edda, lá são chamados de elfos escuros, mas diferente da mania Hollywoodiana de comparar beleza a bondade, eles eram bonitos só que eram escuros. Outra é que Tolkien mais uma vez caga bonito na mitologia nórdica, ele compara os orcs aos demônios cristãos, que eram anjos bonitos e perfeitos e que ficaram feios depois por sua maldade! 

É a mania humana em toda sua estupidez comparar beleza à caráter ou talento, algo que Susan Boyle surpreendeu uma plateia de ignorantes com sua bela voz, sendo que ela não era bonita. Na mitologia celta temos uma rainha ruiva linda sendo a madrasta da Branca de Neve, diferente dos nórdicos-germânicos, os celtas não tinham a mania de comparar beleza a caráter.



Galadriel

Tolkien era católico e assíduo.
Galadriel é o arcanjo Gabriel nem preciso refutar.


Sauron

O satanás ou algo similar à Hitler ou ao anticristo.



Eru Iluvatar

O deus-pai-céu dos arianos. Os arianos acreditavam em duas divindades principais: o deus-pai-céu, senhor do céu e guardião dos céus e a deusa-mãe da Terra guardiã da Terra e senhora das plantas e patrona das colheitas. Mas o deus-pai-céu era superior, por ser homem, à deusa-mãe, daí a origem ao patriarcado, porque o homem é superior à mulher. O deus-pai-céu é uma divindade antiga que surgiu nos homo sapiens de África, e que é comum em muitas mitologias, como na judaica em que Deus (deus como figura masculina) e o patriarcado são essenciais.


Filho do filho

Patriarcado ariano (proto-indo-europeu). Porque saber quem é sua mãe não tem importância, ela é uma puta mesmo! Mas saber quem é seu pai é phoda!

Ex.: Thor filho de Odin.

E não Thor filho de Jord, aquela puta, o que faz Odin ser filho duma puta!

Entendeu? Vivemos numa sociedade patriarcal idiota, seu filho da puta!


Hobbits

São os anões das sagas nórdicas, mas numa versão medieval no que os espanhóis chamam de duendes, os ingleses de goblins e Paracelso de gnomos.


Elfa que se apaixonada por mortal

Leia sobre a mitologia irlandesa que conta sobre as fadas que se apaixonam por mortais, ou os mortais que se apaixonavam pelas fadas, se ele ainda trocasse de sexo os personagens colocando: o homem elfo que se apaixonou por uma mortal... mesmo assim isso ficaria igual ao mito de Oisin. Tolkien usufruiu da mitologia celta, mas babava ovo dos nórdicos literalmente.


Número 3

3 anéis para os elfos
6 para os anões
9 para os homens

3 é número místico.

É o número completo representa o passado, o presente e o futuro; o pai, a mãe e o filho e o inicio, o meio e o fim.


Vai pro Oeste que lá é baum

Os celtas falavam de ir para o Oeste. Falavam de Hi-Brasil a terra mágica que havia para lá dos mares da Irlanda na região oeste, alguns estudiosos especulam que o nome Hi-Brasil deu origem ao nome Brasil cunhado pelos portugueses que tem descendência celta. Outra é que os povos arianos se deram bem ao ir para o Oeste, a Europa Central, a Escandinávia e a Grã-Bretanha e Irlanda. 

Outra: a Irlanda ficava no Oeste e era tida como a “terra prometida.” E no final os ingleses foram pro Oeste e aí surgiu os Estados Unidos. Alguns estudiosos em Tolkien acreditam que ele se referia aos Estados Unidos ao citar o Oeste como terra maravilhosa e dos elfos que ajudaram os homens. Os elfos seriam os americanos que ajudaram os ingleses contra os nazistas. É sim, senhor, Tolkien lutou na segunda guerra.



Guerras, sangue, sangue e guerras com muito sangue e também mortes

Vai ler sobre Guerras Medievais e sobre As Cruzadas que tu vai ter um pouco de lição de história e tirar essa ideia de que Tolkien era sensacional. Sem contar a segunda guerra mundial! Pqp!

Recomendo o filme Cruzada (Kingdom of Heaven de Ridley Scott).


O que tem de original em O Senhor dos Anéis?

O enredo. O enredo dum anão que tem que levar um anel até um vulcão e quase se fode todo é bem original!


Moral da história: para ser um bom escritor conhecimento de história basta! E Tolkien adorava os arianos sim, mas isso não fazia dele um nazista, mas sim um nordicista ou arianista. Hehehehe :)


Eu odeio o arianismo :/