quarta-feira, 30 de julho de 2014

Memória e criatividade: muito estudo= pouca criatividade!

 Fonte da imagem: http://kkim.wmwikis.net/
Na imagem: A estudiosa Kyung Hee Kim


Há muito tenho observado isso e por conta disso me afastado de matérias desinteressantes para mim e que nadam venham a acrescentar em minha vida. Agora uma estudiosa chamada Kyung Hee Kim! Afirma: os estudos estão deixando as crianças menos criativas!


Nos Estados Unidos, país que dá grande importância à antropologia e acompanhamento as crianças, Kyung Hee Kim estudou desde 1970 a capacidade de aprendizado, memória e criatividade das crianças e ficou horrorizada com o que descobriu: as crianças estão ficando menos criativas e mais escravas do estado! Houve um déficit de criatividade e dinamismo entre 1990 à 2010!


As crianças norte-americanas estão menos imaginativas, incapazes de reciclar ideias e criar ideias originais. A culpa de tudo isso não é dos pais ou dos professores, mas sim dos políticos norte-americanos.


O programa No Child Left Behind (Nenhuma Criança Deixada Para Trás) é um dos responsáveis e que foi aprovado em 2001 em que visa fazer testes para saber se as crianças estão aprendendo, assim os pais e o estado forçam as mesmas a estudar demasiadamente deixando de lado a infância, as brincadeiras para colocar no lugar de uma bola um livro sem gravuras!


Isso me lembra o genial Lewis Carrol em Alice no País das Maravilhas: “Como poderei ler um livro que não tem gravuras?!” As crianças precisam de gravuras para incentivar sua leitura. 




“Se nos focarmos apenas em teste, teste, teste, como a criatividade pode sobreviver?”, diz Kim. 


Testes padronizados forçam as crianças a pensar na aprendizagem como uma missão: de dar a resposta que o professor procura, e não de criar respostas alternativas, imaginativas, ou explorar outras maneiras de resolver um problema. Isso me lembra o regime nazista de Adolf Hitler, ah, eu me esqueci de dizer? A política norte-americana tem moldes nazistas! Hehehehehehe


Segundo Kim os estudantes adolescentes ou já quase adultos na faculdade são vistos com estranheza pelos professores quando dão respostas criativas e humorísticas sobre um assunto que não dominam. Os professores na verdade são pressionados pelo estado à seguir à norma nazista! 

Olhemos os bárbaros celtas com seus magníficos contos de fadas que sobreviveram as eras e foram modificados com o passar dos anos, todo o folclore mostra que os antepassados dos europeus eram muito mais criativos do que eles são agora, porque eles não tinham estudo e só lhes sobrava imaginação!

Não que o estudo seja desnecessário, mas os exames durante o Ensino Fundamental e Médio deveriam ter a função de descobrir qual matéria o aluno é bom e em qual das áreas cientificas (Humanas, Exatas ou Biológicas) ele tem aptidão; contudo o Brasil também está preso à essa idiotice que ao meu ver parece ser uma escravidão coletiva!



Veja post no blog: A Política Anglo-Saxônica, A Política dos Bárbaros




Fonte de pesquisa:
http://jezebel.com/5830670/modern-society-making-kids-uncreative-and-stuff



Para saber mais sobre a estudiosa e ver vídeos dela se pronunciando acerca do assunto:
http://kkim.wmwikis.net/