quarta-feira, 30 de julho de 2014

Os instintos e a felicidade

Quando deixamos de obedecer a um determinado instinto, como o sono, deixamos de ser felizes, porque o objetivo dos instintos é fazer a gente viver. Uma pessoa que tem uma noite mal dormida, possivelmente ficará infeliz o dia todo, pois foi privada de um instinto que a faz viver. 

Uma pessoa que não se alimenta direito não terá nutrientes no corpo para ativar hormônios de prazer e, portanto, será infeliz. Uma pessoa mal amada, com certeza será infeliz, pois dela foi privado o sexo e o carinho sexual.  Uma sem amizade será infeliz, pois ela não possui um instinto muito necessário para a continuação da espécie, a amizade (a união faz a força).


Os instintos agem da seguinte maneira nos seres humanos:

* Avisando o corpo que precisa de algo para viver e quando a pessoa não tem fica infeliz e por isso muitas vezes o ser humano procura drogas que tem como funções substituir determinado instinto ou lhe proporcionando prazer. E é por isso que existem tantos viciados em substâncias químicas, pois deles foi privado algum instinto necessário à vida.

O mal amado se afunda no álcool!
O rejeitado se afunda na cocaína!
O mendigo com fome se afunda cheirando cola!


A droga como válvula de escape

Escapismo= eis a palavra que define o desespero humano perante à realidade cruel. A vida não é justa!

Escapismo é escapar daquilo que parece difícil, cruel e ruim demais, como a vida. Muitos buscam refugio na literatura fantástica, outras nas drogas e outras em algum hobby.

 As drogas usadas para escapar de uma frustração ou problema é terrível, mais terrível ainda é ver a psiquiatria usar os mesmos químicos como “remédio” para pessoas com problemas psíquicos.

Isso leva a questão de Ética e Honestidade, duas palavras que os seres humanos não conhecem!

Maconha, cocaína e outras drogas que podem ter papel terapêutico são substituídas por fármacos químicos nas quais quem lucra são grupos farmacêuticos internacionais dispostos a transformar o homem em gado.
Enfim, os humanos há muito estão escravizados!

A única maneira de se libertar seria morrendo. Que na visão mundana de um ignorante aparece como um disparate! Ou como diria um cristão (o mais escravo de todos): blasfêmia!

A própria intitulação dos cristãos como cordeiros e Deus e este sendo seu pastor, mostra uma escravidão coletiva!

Porque morrendo o ser humano não seria escravo dos instintos!


Instintos básicos

* Fome
* Sede
* Amizade
* Medo
* Sexo
* entre outros...